Header Ads

Cidadão condenado a pena de quatro anos

O cidadão angolano de 39 anos, acusado de ter vandalizado um dispositivo electrónico do Boeing 777-300 da Companhia Aérea Angolana, TAAG, que fazia a rota Rio/São Paulo/Luanda, foi condenado ontem, pelo Tribunal de Polícia de Luanda,  com a pena correccional de quatro meses.


No acto de julgamento, o jovem assumiu perante o juiz de direito ter praticado o acto, motivado por um mau atendimento dos funcionários da companhia em serviço, que se recusaram a servir um copo de água, pela quinta vez, durante a viagem. “Reconheço ter encontrado o comando intacto e tê-lo utilizado. Ao exaltar-me, terei exercido força a mais”.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.